terça-feira, 14 de abril de 2009

Poemas Meus VIII

Como não me foi possível estar presente na cerimónia de entrega de prémios, foi meu representante, o meu
Mestre e Amigo sr. Palma Rodrigues, a quem agradeço todo o apoio e incentivo que me levaram a participar e oferecer o meu humilde contributo à poesia.
São Brás de Alportel/Abril 2009
PRIMEIRO PRÉMIO

JOGOS FLORAIS DE SÃO BRÁS DE ALPORTEL 2009
Forma poética: Poema Subordinado a Mote

Título:
Cortejo Divino
Mote
Essa linda tocha em flor
Que tu ergues com firmeza
É um hino ao Amor
A Cristo e à Natureza
(Maria Otília Rosa Nunes Infante Paulo)
Glosas
I
As ruas são um jardim
E na festa mais singela,
Ao abrir duma janela,
Um perfume de alecrim.
Gentes que mostram assim,
Que o Mundo tem mais valor
E, em traços de pintor,
Há quem pinte bem a vida,
Para tornar colorida
Essa linda tocha em flor.
II
As badaladas do sino
São eterna melodia
E um toque de poesia
Nesse cortejo divino.
Para cumprir teu destino,
Oh vila, que és princesa,
Tens porte de realeza,
Semeias ventos de paz,
Honras as tochas de S. Brás
Que tu ergues com firmeza.
III
Por cada flor que há no chão,
Um sorriso e um abraço
E, a marcar o compasso,
O bater do coração.
Vai tão bela a procissão,
Nesse tapete de cor,
Festeja-se o Salvador,
A bondade é tanta, tanta,
Que a sua imagem santa
É um hino ao amor.
IV
Nesta arte tão sincera
Nem mentiras, nem segredos,
Só habilidosos dedos,
Mais o amor à Primavera.
E, no tom verde da hera,
Reina esperança e beleza,
Em cada voz a certeza,
Por ter fé, acreditar,
Junta-se o povo a cantar
A Cristo e à Natureza!

Helena Eusébio Santos

11 comentários:

  1. Parabens !!!! estou muito contento por ti e estou muito orgulhoso de ter uma prima poeta outra vez PARABENS!!!

    Primo de frança (Mathias)

    ResponderEliminar
  2. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderEliminar
  3. Frederico "The" Batista15 de abril de 2009 às 23:19

    Queremos mais poemas!

    ResponderEliminar
  4. Mais uma vez.... PARABÉNS pelo êxito obtido.
    Segue esse destino com confiança e não duvides das tuas capacidades. Terás sempre o apoio e admiração dos apreciadores de poesia.
    Lena e Henrique

    ResponderEliminar
  5. Nesta arte tão sincera
    Nem mentiras, nem segredos,
    Só habilidosos dedos,
    Mais o amor à Primavera.
    E, no tom verde da hera,
    Reina esperança e beleza,
    Em cada voz a certeza,
    Por ter fé, acreditar,
    Junta-se o povo a cantar
    A Cristo e à Natureza!

    Helena , QUE VERSOS LINDOS, REALMENTE MERECIDO
    O TROFEU QUE VOCÊ GANHOU, QUE IMENSA ALEGRIA, EU ESTOU AQUI, MESMO DO OUTRO LADO DO OCEANO, VIBRANDO COM VOCÊ, RECEBA MEU ABRAÇO COM AFETO,
    EFIGÊNIA COUTINHO

    ResponderEliminar
  6. Olá Helena,
    Mais um prémio grande, porque grande é a poetisa!
    E é verdade:
    "Nesta arte tão sincera"
    respira a sinceridade
    de quem apenas se revela
    tal como é.
    Um grande abraço

    ResponderEliminar
  7. Olá Helena!

    Muitos parabéns pelo merecido troféu!
    Gostei muito do poema, é de uma beleza enorme. Só alguém com uma grande sensibilidade pode escrever assim!
    Bjs

    ResponderEliminar
  8. Olá amiga Helena Santos: muitos parabéns pelo excelente prémio ganho nos VII Jogos Florais de Avis. Não digo qual é porque quero que seja asenhora a fazê-lo e, porque não? - a publicá-lo neste seu blogue. Não imagina como fiquei satisfeito ao saber que a senhora era uma das ganhadoras destes importantes Jogos Florais.
    Receba pois os meus parabéns e até dia 16, aqui em Avis. Combinado?
    Fernando Máximo/Avis!

    ResponderEliminar
  9. Muitos Parabéns!:)

    Adorei o blog.

    Beijinhos,
    Joana Araújo

    ResponderEliminar